Visita de Estudo sobre Indicações Geográficas e Denominações de Origem – Produtos tradicionais agrícolas e alimentares.

O Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) participou de 9 a 13 de dezembro na visita de estudo sobre as Indicações Geográficas (IG’s) e Denominações de Origem (DO’s) de produtos tradicionais agrícolas e alimentares.

 A visita de estudo teve como principais objetivos dar a conhecer a vasta experiência portuguesa em matéria de Indicações Geográficas e Denominações de Origem no setor alimentar e os sistemas Europeu e internacional de proteção das IG’s e DO’s neste domínio.

De referir que as Indicações Geográficas e Denominações de Origem no setor alimentar são uma das modalidades da propriedade industrial para proteger e valorizar os produtos e o saber-fazer tradicionais, bem como uma das estratégias adotadas na Comunidade Europeia e especialmente em Portugal para diversificar e valorizar a produção agrícola e alimentar nacional, bem como promover o desenvolvimento rural.

A visita visava igualmente promover a troca experiência entre participantes (Portugal, Cabo verde e São Tomé e Príncipe) sobre o potencial e as iniciativas que estão desenvolvidas atualmente neste domínio.

De Cabo Verde participou do encontro o Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) que esteve representado pela presidente do Conselho Diretivo, Ana Paula Spencer, e o técnico Hailton Alfama e da Direção Geral da Agricultura, Silvicultura e Pecuária (DGASP) pelo técnico António Delgado.

A visita de estudo sobre as Indicações Geográficas (IG’s) e Denominações de Origem (DO’s) de produtos tradicionais agrícolas e alimentares foi organizada pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) em estreita colaboração com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial de Portugal (INPI) e a Direção Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural de Portugal (DGADR).