Ação de formação de Auditores e Consultores nas normas internacionais de certificação (ISO/IEC 17065 e ISO/IEC 17067)

O Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) e parceiros realizam um conjunto de atividades nos meses de Novembro e Dezembro com vista a operacionalizar a Comissão Nacional de Certificação (CONCERT), cuja criação foi aprovada em Conselho de Ministros no mês de Outubro. A CONCERT tem como missão desenvolver e implementar sistemas de certificação para produtos, processos e serviços, bem como promover iniciativas nacionais no domínio da certificação.

Neste âmbito, o IGQPI em parceria com a Direção Geral da Agricultura, Silvicultura e Pecuária (DGASP), realiza de 19 a 22 de Novembro de 2019, uma ação de formação de Auditores e Consultores nas normas internacionais de certificação (ISO/IEC 17065 e ISO/IEC 17067), com a finalidade de capacitar quadros nacionais, por forma a adquirirem as competências necessárias para prestar serviços de auditoria e consultoria no domínio da certificação de produtos e  serviços, bem como a integrarem as bolsas de Auditores e Consultores do IGQPI.

Para além desta ação, também serão realizadas palestras sobre o tema “Certificação de produtos e serviços” para instituições parceiras nos dias 25 e 27 de Novembro na Praia e no Mindelo, respetivamente.

No âmbito do Projeto “Selo da qualidade para pequenos alojamentos turísticos”, executado pelo IGQPI em parceria com a Direção Geral do Turismo e Transportes (DGTT), com o apoio do Banco Mundial, estão previstos encontros de informação e sensibilização com pequenos empreendimentos turísticos, com o objetivo de informá-los sobre o programa certificação deste tipo de alojamentos e seus benefícios nas ilhas de Santiago, S.Vicente e Sto. Antão em finais de Novembro e inicio de Dezembro.

Frisa ainda, que a certificação de produtos, processos e serviços em matéria de qualidade é uma das áreas prioritárias de atuação do IGQPI nos próximos, como forma de melhorar a competitividade das empresas, em particular das PME’s e demais operadores económicos, ao contribuir para a melhoria da qualidade dos seus produtos e serviços e garantir a sua inserção no mercado turístico nacional, regional e internacional.”

Scroll to Top