O IGQPI atingiu a meta das 4.000 marcas registadas em Cabo Verde.

No dia 14 de março de 2019, deu entrada o número 4.000, uma conceituada marca internacional para registo no IGQPI, antecipando, desta forma, uma meta preconizada para meados de abril. Com um número já expressivo de marcas nacionais, larga maioria das marcas registadas são estrangeiras, oriundas essencialmente da Europa, América e Asia, que procuram Cabo Verde para protegerem os seus ativos da Propriedade Industrial, o que demonstra, com efeito, o interesse no mercado nacional e uma articulada parceria do IGQPI com as suas congéneres estrangeiras, bem como organismos internacionais ligados ao sector, como a OMPI.

O IGQPI vem envidando esforços para promover o papel da propriedade intelectual no encorajamento à inovação e à criatividade, desenvolvendo atividades de informação e sensibilização, para alertar os operadores económicos nacionais e o público em geral, sobre a importância do registo da propriedade industrial/Direitos autorais e conexos, no âmbito da proteção da criatividade, inovação e do desenvolvimento económico.

Recorde-se que o IGQPI, enquanto organismo coordenador do Sistema Nacional de Proteção da Propriedade Intelectual, tem entre outras, as seguintes atribuições:

 

  • Promover as ações necessárias à atribuição e proteção dos direitos da propriedade industrial (Patentes, Marcas, Desenhos e Modelos Industriais, Denominação de Origem e Indicações Geográficas, etc), direitos de autor e conexos (obras artísticas, literárias e científicas);
  • Promover a utilização da Propriedade intelectual junto das comunidades académicas, cientificas e empresariais;
  • Contribuir para a lealdade da concorrência.